Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2007
Perplexidades...

Aconteceram-me recentemente duas situações que me deixaram triste e perplexa..

Uma delas, de uma forma muito directa, fez-me perceber que se pode perder uma amizade com um estalar de dedos...
Sem que eu tivesse feito alguma coisa para que isso acontecesse...
Apenas porque, por razões alheias a mim, tive necessidade de me distanciar e estar mais ausente...
Fui julgada e condenada pela ausência e pelo distanciamento...

A outra situação, de uma forma mais indirecta, levou-me a chegar à mesma conclusão.
Julga-se, conclui-se, condena-se...
Os motivos subjacentes podem ser variadíssimos...ódios, ciumes, invejas, despeitos, posse, carência..
Ou ainda pior...falsidades e situações forjadas em contextos forjados...

Pergunto... o tempo e a entrega não contam?.. o conhecimento adquirido do outro não conta?...
E as provas de amizade dadas não contam?...
Será que tem mais peso um julgamento do momento, ou uma entrega de meses e por vezes de anos?..

Isto que acabei de escrever foi-me questionado..
E de facto..será que posso duvidar de uma pessoa que conheço bem?
Do mesmo modo, pode uma pessoa que me conhece bem duvidar de mim?
Numa das situações fui ré...
Na outra, ainda que não querendo acabei por ser, de certa forma, juíz..
E a questão coloca-se.. tenho esse direito?

Se eu conheço o outro quase como me conheço a mim mesma...
Se o seu carácter e integridade são para mim evidências inequívocas...
Se sei, à partida, do que é ou não capaz...
Então não posso, não tenho o direito de duvidar.. ninguém tem..
Da mesma forma, a reciproca é verdadeira..
Ou então o conhecimento do outro não existe.. e, por acréscimo, a amizade não existe..
E eu sei que existe..

Numa amizade, seja ela de que tipo fôr, existe partilha...
De momentos, de ideias, de tristezas, alegrias...whatever..
PARTILHA..
E tudo o que se partilha integra o outro em nós e nós no outro..
Não é uma superficialidade.. é algo de profundo que não se esboroa com a brisa da tarde...
É algo que fica e permanece inalterável, dê a vida as voltas que der...

Por isso e voltando atrás.. não tenho esse direito..
Tenho, sim, o dever de acreditar..
E acredito...

 

 

 

 



Publicado por DianadosBosques às 21:54
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De solnascente a 1 de Março de 2007 às 11:03
Sim acredito, a amizade é para partilhar.
Mas ás vezes é tão dificil ter alguem para partilhar,
As alegrias
As tristezas
A minha amizade


De Gitano a 10 de Fevereiro de 2007 às 00:10
Fabiana.....cala-te


De PrincessFabiana a 30 de Janeiro de 2007 às 07:58
:PPPPP Eu sei que sou chata lloooooooooooooooolll :))) beijooooooooo


De PrincessFabiana a 30 de Janeiro de 2007 às 07:57
Por vezes por diversos motivos ou por advertências da vida, somos levados a cometer acções menos ditas normais num Mundo onde tu olhas á tua volta e já nada é normal... no entanto a aptência do ser humano sempre foi a de julgar... deparamo-nos com uma situação menos boa ... e ouvir o outro lado para quê??? julga-se e pronto... está julgado e condenado e mete-se uma X em cima... infelizmente é assim a maioria das vezes... e depois num dia melhor das nossas vidas olhamos para tras e sentimos saudades dessa pessoa que marcámos com uma X, e vamos pensar calmamente e friamente a situação e já é tarde... afinal a culpa nem foi dessa pessoa... ou para quê falar em culpa??? Culpa todos um dia tivemos, ou por isto ou por aquilo, mas todos já tivemos... olhamos para tras e julgámos sem ouvir, sem dar oportunidade de saber o que realmente aconteceu... recentemente aconteceu-me uma assim em que eu fui a condenada lol... dias depois alguém caiu na realidade de paraquedas e viu que julgou sem motivo, e eu estava lá para perdoar... mas é sempre complicado a angústia de se sentir que fomos "condenados" sem direito a uma palavra... sem nos podermos exprimir e dizer o porquê de tais acções ou porque é que as coisas aconteceram assim... uma amizade que seja digna de amizade não tem destas coisas... eu tenho uma amiga há 11 anos e nunca nos zangamos por nada... nem roupa, nem gostos, nem rapazes, nem nada... hoje somos ambas casadas com casa e vidas proprias e incluimos nossas familias no convivio a que nos propomos muitas vezes .. e as vezes comentamos que nunca entre nós duas houve um desentendimento de espécie nenhuma... porque sempre nos ouvimos uma á outra, sempre esclarecemos dúvidas na hora, sempre rimos e choramos ao lado uma da outra e criámos a amizade ... Amizade, é isso ... é não julgar, é não apontar o dedo ... é antes chegar perto do outro e perguntar o porquê do que foi feito em vez de se dizer foi ele ou ela que fez...hoje acordei assim a falar pelos cotovelos... e chata lol ... mas nao pude ficar indiferente ao teu post Té porque eu ja passei na pele por isso e não gostei... e sobretudo não o faço com ninguém porque a mim doeu-me ... mas pronto passou ... sabemos que é mais fácil julgar... mas nós não gostamos de coisas fáceis pois não?? Então, não julguemos, e daremos outro sentido, outro sabor á vida ... Ânimo ... qualquer coisa ... tu sabes :)))) beijo Favi


Comentar post

Contacte-me para mais informações
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Quizás...

Meant to be...

Polaridades...

Innuendos...

Sensibilidade...

Roda Gigante...

Timing...

Beyond the Invisible...

Simplesmente...

Falling...

Mesmerism...

What goes around... comes...

Challenges....

Deixar Acontecer...

Se te disser...

Arquivos

Junho 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Blogs