Quinta-feira, 23 de Agosto de 2007
Mensagem...

  

"Será que tens algum contacto de advogado para a minha irmã, vítima de violência doméstica? É urgente"

Este foi o texto de uma sms que recebi ontem...
Um pedido de ajuda de uma amiga de escola...

Não é o pedido de ajuda que está em causa... nem o facto de ele vir de uma amiga, ou de uma conhecida, ou de qualquer outra pessoa...
O que está em causa é a estupefacção...
O termos de encarar e viver com o facto de que ainda existem casos destes por esse mundo fora...

Em pleno século XXI...
Supostamente quando todos têm maior acesso à informação... numa era dita tecnológica e de metamorfoses científicas e humanas...
Supostamente quando tudo deveria ser diferente do que era há 20 anos atrás, ou no tempo dos nossos pais e avós...
E uma sms destas, que se refere a pessoas que andam pela casa dos trinta... vem deitar tudo por terra...

Acima de tudo vem, mais uma vez, provar uma realidade...
Por mais que estejamos convictos que conhecemos bem uma pessoa - no caso quem temos ao nosso lado - ou, num sentido mais lato, que conhecemos bem alguém, isso não é verdade...
É quase impossível conhecer bem alguém... e digo conhecer bem, no sentido de sentir... "ah e tal... eu sei (sinto) que ela/ele seria incapaz de me fazer isso..."
A verdade é que nunca se conhece ninguém verdadeiramente...
Temos sim, por vezes, uma vaga ideia, um feeling, uma sensação... que confundimos com uma certeza...

"Essas coisas só acontecem aos outros, para quê estar a pensar nisso?"..
Tentamos fazer o papel da avestruz... dá um certo jeito esconder a cabeça na areia, por uma questão de comodismo...
Também é uma verdade que os nossos problemas assumem, para nós, dimensões que os tornam maiores que os problemas alheios...
Mas quando eu "olho" para situações destas penso que sou, de facto, uma pessoa com sorte...

Porque, seja no século XXI, seja nos primórdios da humanidade, ninguém tem o direito de desrespeitar o seu semelhante...
Ninguém tem o direito de impôr a sua vontade, seja por que forma fôr... muito menos pela violência (tanto física como verbal)...
Considero este tipo de atitude apanágio dos fracos...
Que, quando não têm nem argumentos, nem forma de fazer valer os seus pontos de vista, recorrem à agressividade e à violência...
É a forma mais cruel de se tratar um ser humano...

E não é um protesto feminista, nada disso, de feminista não tenho nada... 
"Vejo" as feministas como uma espécie de "machos" que encarnaram no sexo errado... feminina, isso sou sim, mas 
muito Mulher...

É, acima de tudo, uma questão de princípio, de formação, de educação, de respeito...whatever...
É uma questão de tratar bem o outro para sermos bem tratados, de respeitar para sermos respeitados...
De viver uma vida a dois, onde os dois são uma partilha bilateral e se transformam num só...
Amor, para mim, é isso... uma entrega incondicional de duas pessoas, que se fundem numa só...

Casos destes nada mais são que posse, domínio, poder...
São um utilizar da maior força, pelo lado mais forte, para dominar o lado mais fraco... e da forma mais errada...
Mas Amor não é, de certeza absoluta... nem aqui, nem na China...
É uma aberração...

Em pleno século XXI... 

 



Publicado por DianadosBosques às 19:54
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De mil sorrisos a 20 de Setembro de 2007 às 09:47
Espero que estejas bem. Em nome de muitas famílias digo-te que sentimos a falta das tuas palavras! Entretanto, espreita no meu cantinho; tens lá uma coisinha. http://milsorrisos.blogs.sapo.pt/
Beijos e Mil Sorrisos
:o)))))))))))))


De Japonesa a 29 de Agosto de 2007 às 06:28
infelizmente, conheço casos idênticos . vários. uns vestidos de nuances taxativas (ele embriaga-se ou droga-se ...) outros de nuances ainda mais pérfidas ....

e conheço um... ela acusa-o de agressão doméstica ... e vem-se a saber que, no aceso de uma discussão violenta em que ela pretende agredir a filha, o marido a empurra para o evitar. contra o facto de se ver acuada e impedida dos seus intuitos primeiros, ela fecha-se no quarto e bate loucamente com a cabeça contra a parede até ficar toda machucada e negra, gritando constantemente. os bombeiros chegam. ele tem um golpe na testa desferido por um bastão... ela está cheia de sangue e parece ter sido esmurrada e pontapeada... a filha é testemunha. mas não pode testemunhar ....

e nisto tudo, os filhos ... frequentemente as grandes e maiores vitimas, transformadas em coisas, em meios para manipulações e jogos de poder... onde o dinheiro e a libertinagem ganham valores sempre maiores.

e os filhos...

enfim... isto é o ser humano...

beijos querida. parabéns pelo teu blog. :-) ****


De PrincessFabiana a 28 de Agosto de 2007 às 16:20
Em pleno seculo XXI cometem-se atrocidades, cada vez mais comuns ( e que nao deveriam ser), cada vez mais as pessoas só pensam em si proprias, cada vez mais casos como esse que acabaste de relatar são frequentes, mas NUNCA aceitáveis ...
Infelizmente, o Mundo está a rodar ao contrário, e " Mudam-se os tempos ..." mas as vontades essas, cada vez são menos respeitadas ...
Embora ausente, lembro-me sempre de ti com aquele sorriso e ternura no coração :)))
Beijokinhas da Fabi ***


Comentar post

Contacte-me para mais informações
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Quizás...

Meant to be...

Polaridades...

Innuendos...

Sensibilidade...

Roda Gigante...

Timing...

Beyond the Invisible...

Simplesmente...

Falling...

Mesmerism...

What goes around... comes...

Challenges....

Deixar Acontecer...

Se te disser...

Arquivos

Junho 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Blogs