Terça-feira, 23 de Maio de 2006
Sinais...

Quantas vezes não deambulamos pela vida, ébrios, sem saber ou ter consciência do caminho que pretendemos seguir...
Quantas e quantas vezes não paramos em encruzilhadas carregadas de ilusão, que nos transportam para um Inferno mascarado de sonho...
Quantas vezes nos auto comiseramos pela nossa pouca sorte... pela felicidade que tarda em chegar... e quantas outras nos lamentamos pela burrice na reincidência...
Nesta nossa atitude egoista viramo-nos para o nosso umbigo, carpimos mágoas, sentimos pena de nós mesmos, temos medo, ficamos inseguros... afundamo-nos...
Sem ver... sem perceber, sem conseguir olhar em redor...

Quartados...
Incapazes de nos libertarmos das correntes que se tornam cada vez mais fortes...
Incapazes de acreditar... preferindo a segurança do canto mais escuro da gruta à claridade do sol...
E nesta nossa miséria tornamo-nos ainda mais incapazes de prestar atenção a pequenas coisas, ínfimos sinais que a vida nos dá todos os dias...

A vida é cheia de surpresas e de imensos sinais..
Sinais ténues, subtis... pedidos, olhares, frases, emoções... feelings...
Sinais que, a serem interpretados devidamente, nos deixam perceber que afinal o erro está em nós...

Porquê ter medo, se temos a força e a capacidade de mover montanhas?...
Porquê deixar de amar por medo de sofrer, se o amor é o sentimento mais nobre que qualquer ser humano integra em si?...
Porquê cortar as asas se a nossa capacidade de voar é infinita?...
Porquê dizer não ao sonho?...
Porquê?...
Se para tudo isto basta acreditar...

Há páginas de livros que nunca devem deixar-se incompletas...



Publicado por DianadosBosques às 20:48
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Mikas a 25 de Maio de 2006 às 18:30
Tens razão, amiga. O sonho devia ser a ultima coisa a morrer. Apesar de tudo (que tu sabes) eu aínda sonho. E sei que tu também sonhas. Aínda sou forte e tu também és. Mas há alturas em que custa tanto arrancar as asas que ficaram presas na lama e voar por aí.. Sei que o sol acaba por brilhar, aquecer e dar leveza à alma. Valha-nos ao menos sabermos isso. Um beijo para ti.


De Ocean a 30 de Maio de 2006 às 15:05
Olá princesa, mais uma vez vim ver os teus textos e fiquei maravilhado, sei que não falamos á imenso tempo , mas como sempre te disse os verdadeiros amigos eu não esqueço.
beijinho

Ocean


Comentar post

Contacte-me para mais informações
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Quizás...

Meant to be...

Polaridades...

Innuendos...

Sensibilidade...

Roda Gigante...

Timing...

Beyond the Invisible...

Simplesmente...

Falling...

Mesmerism...

What goes around... comes...

Challenges....

Deixar Acontecer...

Se te disser...

Arquivos

Junho 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Blogs