Quinta-feira, 8 de Dezembro de 2005
For how long...

Dá-me o mistério da lua e das estrelas...
Coroa-me a rainha dos teus sonhos...
Preenche-me com um simples “Olá”...
Dança comigo o bolero dos sentidos...
Relembra-me nos teus esquecimentos...
Faz-te magia...
E faz-me ilusionista do teu querer...
Encontra-te em mim...
Não me apregoo aos quatro ventos...mas estou aqui...
Vês-me?
Não estás atento...

Conheço-te...sinto-te o sentir...
És a outra metade da peça que completa o puzzle...
Procuro-te...não estás lá...e sinto-te a falta...
Por vezes julgo encontrar-te aqui e ali... em encruzilhadas mais ou menos obscurecidas pelo sonho...
Entrego-me com a entrega da esperança... vibro momentos fugazes... e depois...
Depois é aquela certeza já tão conhecida...
Sonho demais...acredito demais...espero demais...
Então parto...afasto-me...

Mea culpa...

A verdade é tão simples...sou diferente...e sou exigente...
A verdade é uma maldição...
Faltam-me as forças...

“For how long...how strong do I still have to be...”


(Escrito ao som de “Who are U” – David Fonseca)


música: Go

Publicado por DianadosBosques às 20:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2005
Momentos....

Há sensibilidades que me tocam...
Há coisas que me atravessam..
Há pessoas que me movem...e me comovem...
Há vibrações sentidas..sentimentos perdidos...gestos esquecidos...
Palavras caladas... olhares fechados... emoções fortuitas...partilhas compartilhadas...

“Ena pá...quem diria...estou mesmo inspirada”
Pois é...hoje estou assim...
Perdida em devaneios...perdida de mim...num daqueles momentos vividos no mistério de nós...
Momentos de mim...
Será que estou perdida de mim? Ou apenas me reencontrei em mim mesma? Ou nos outros?

É que hoje é um daqueles particulares dias em que sinto demais...
Gosto de me sentir assim... emotiva e sensitiva...
“Mas olha que sentir demais...é sofrer demais também” (maldita consciência que se lembra de lançar alertas nos momentos mais inoportunos)
Será mesmo assim?
E quando sentimos as estrelas e o céu?..quando sentimos que somos o universo e ele está contido em nós?
É sentir demais? É sofrer? É perigoso isso? Será?
Ou será viver? Viver intensamente o sentir?

Seja o que fôr...que se lixe... eu sinto!!!...
E quando sinto entrego-me....misturo-me... fundo-me...confundo-me numa superestrutura que não sei bem definir...mas que é a luz....a minha luz...
E que me agrada e me faz voar sem ter asas de condor (bonitas imagens de Florbela Espanca)

Eu hoje estou assim...perdida numa viagem de mim



Publicado por DianadosBosques às 23:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Contacte-me para mais informações
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Quizás...

Meant to be...

Polaridades...

Innuendos...

Sensibilidade...

Roda Gigante...

Timing...

Beyond the Invisible...

Simplesmente...

Falling...

Mesmerism...

What goes around... comes...

Challenges....

Deixar Acontecer...

Se te disser...

Arquivos

Junho 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Blogs